Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agronegócios
 
Geral
Pecuária
 
Política
 
Tecnologia
 

Agricultura
Começa na próxima terça-feira (9), a 5ª Exposição Internacional do Arroz que acontece em Pelotas, na Zona Sul do Estado. “É um evento importante para toda cadeia orizícola e que, apesar de ter um enfoque mercadológico, onde a maioria dos expositores é da indústria, a Expoarroz tem o Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) como um dos principais apoiadores, que se insere muito bem neste contexto, respondendo, principalmente, às demandas dos produtores, realizando pesquisas de desenvolvimento de novos materiais genéticos, validando práticas e, com isso, atendendo às necessidades regionais de manejo, através de sua extensão”, declara o presidente do Irga, Guinter Frantz.
A resistência a fungicidas sítio-específicos para o fungo Phakopsora pachyrhizi, causador da ferrugem-asiática, continua a aumentar. No início de março, o FRAC (Fungicide Resistance Action Committee) relatou a presença da primeira mutação que confere resistência ao grupo das carboxamidas no fungo P. pachyrhizi. Resistência a fungicidas sítio-específicos é um processo natural de seleção. A presença dessa mutação refletiu na redução de eficiência de alguns fungicidas em avaliações nos ensaios do Consórcio Antiferrugem.
Faltam 37.714 hectares para concluir os trabalhos de colheita do arroz no Rio Grande do Sul, mas a produção da safra 2016/2017 já ultrapassou 8,5 milhões de toneladas. A conclusão é do levantamento organizado pela Seção de Política Setorial do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), a partir de informações fornecidas pela Divisão de Assistência Técnica e Extensão Rural (Dater) e pelos Núcleos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Nates) da autarquia. Os dados, repassados nesta quinta-feira (4), mostram que 1.068.457 ha (96,6% da área total semeada de 1.106.171) foram finalizados.
Um arrojado plano de ações destinadas a erradicação do cancro europeu dos pomares de maçã do território barriga-verde será lançado no próximo dia 14 de junho, em São Joaquim, unindo esforços e recursos da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC), da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola (CIDASC), da Associação dos Produtores de Maçã e Pera de SC (AMAP) e de milhares de produtores rurais. O ato de lançamento está programado para as 9 horas da manhã na sede do Sindicato Rural.

Agronegócios
O Sicredi – instituição financeira cooperativa com 3,5 milhões de associados e atuação em 20 estados brasileiros – estará presente na Semana Nacional de Educação Financeira, uma iniciativa do Comitê Nacional de Educação Financeira (CONEF), apoiada por diversos agentes do setor financeiro do País, com o intuito de promover a Estratégia Nacional de Educação Financeira (ENEF). A quarta edição ocorre entre os dias 8 e 14 de maio e tem como objetivo levar os fundamentos da educação financeira para as pessoas de forma fácil e direta.
Com o objetivo de proporcionar um amplo conhecimento nas demandas técnicas de todos os cooperados, o CPAgro da Copacol, evento que irá movimentar todas as cadeias produtivas da Cooperativa, acontece entre os dias 17 e 19 de maio, em várias unidades do Brasil. A Arysta LifeScience é parceira desta iniciativa e estará presente no evento, contribuindo com produtos inovadores e altamente eficazes, que respeitam o meio ambiente e as pessoas. “A Arysta é uma empresa parceira, que conhece o negócio e está comprometida com a busca de soluções inovadoras e confiáveis. É o caso das Biossoluções, que envolvem o uso de produtos sustentáveis, que respeitam o meio ambiente e proporcionam alta produtividade”, ressalta Ricardo Dias, gerente de Marketing da Região Sul.
A FMC Agricultural Solutions mais uma vez marca presença na AgroBrasília, conhecida como a Feira Internacional dos Cerrados, que ocorre entre 16 e 20 de maio. O evento, que completa 10 anos em 2017, é realizado pela Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF) e espera receber mais de 100 mil visitantes e 400 expositores.
Porto Alegre, 8 de maio de 2017 - O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) apresentou, nesta sexta-feira (5), balanço das ações desenvolvidas durante a Operação Carne Fraca aos representantes das embaixadas de 29 países e blocos que importam carne brasileira.

Geral
O aumento da produção brasileira de alimentos e as condições para um consistente salto de produtividade das principais culturas levaram a norte-americana Brandt, líder mundial em especialidades para a agricultura, a investir no Brasil. Menos de dois anos depois, a empresa mostra o acerto desse investimento e já dobrou de tamanho. “No primeiro ano, crescemos 50%. Estamos perto de atingir o mesmo percentual no segundo ano de presença da Brandt no país”, informa Wladimir Chaga, presidente da empresa no país.
O sábado (6) foi especial para a comunidade de Erechim (RS). Pela terceira vez o município recebeu a Ação Cooperada, promovida pela Fundação Aury Luiz Bodanese, por meio do programa Amigo Energia e sua mantenedora Cooperativa Central Aurora Alimentos, com o apoio dos Frigoríficos Aurora de Erechim (FAER I e FAER II), da Fábrica de Rações de Erechim e do Incubatório de Aratiba. Foram cerca de três mil pessoas beneficiadas com atividades e serviços gratuitos desenvolvidos por 60 parceiros. Ao todo foram feitos 3.904 atendimentos à comunidade.
Em busca de alimentos mais saudáveis, uma equipe de pesquisadores da Embrapa Agroindústria de Alimentos (RJ) e da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) desenvolveu um novo tipo de biscoito recheado, utilizando a técnica conhecida como coextrusão. A base do biscoito é feita de uma farinha multicereais de milho, arroz e sorgo e o recheio é de abacaxi, açaí ou goiaba. O resultado é um produto sem glúten, sem adição de corante ou aroma e com teor reduzido de calorias. A Embrapa está em busca de parceiros para colocar no mercado os biscoitos de cereais integrais com recheio de polpa de frutas brasileiras.
A sucessão familiar é um dos grandes desafios da atualidade no âmbito rural. Neste ambiente, é costumeiro os filhos herdarem dos pais suas propriedades, fazendas e plantações, com a responsabilidade de seguir em frente com as atividades da família.
A cidade de Florianópolis-SC sediou em abril o evento “Impactos das micotoxinas nos animais e tecnologias para mitigá-las”, promovido pela Nutron, marca de Nutrição Animal da Cargill. Voltado a produtores e cooperativas de suínos do Sul do país, o evento atualizou os participantes sobre os desafios das micotoxinas a campo, métodos para diminuir seus efeitos na produção animal, e apresentou as soluções da companhia para o problema.
A Alta tem o touro mais valorizado da 83ª ExpoZebu: Nero de Naviraí, nelore avaliado em mais de 1,2 milhão de reais. Um dos principais reprodutores da atualidade, foi o grande destaque do Leilão 33º Noite dos Campeões, um dos remates de maior importância da feira, devido a qualidade dos animais comercializados.
A Yes, empresa de biotecnologia em nutrição animal, entra no segmento de aquacultura no Brasil, oferecendo soluções inovadoras para os produtores de peixes e camarões.
Na última sexta-feira, dia 5, o presidente do conselho do Instituto Brasileiro do Feijão & Pulses (Ibrafe), Marcelo Eduardo Lüders, se reuniu na sede do Instituto com o presidente da Câmara Setorial do Feijão, Rodrigo Queiroga, e com o relações governamentais do Ibrafe em Brasília, Egon Schaden. O objetivo principal da reunião foi tratar de temas ligados diretamente a cadeia produtiva, revisar as pautas e pleitos encaminhados ao Ministério da Agricultura por meio da Câmara Setorial e falar sobre o V Fórum do Feijão, Pulses e Colheitas Especiais, que acontece entre os dias 21 e 23 de junho em Campinas, São Paulo.
Os troncos tortos, cobertos por uma cortiça grossa, com folhas grandes e rígidas denunciam o bioma: esse é o Cerrado. As árvores são peculiares, assim como a paisagem, quase toda montada por extensas formações savânicas. Importante socialmente, o Cerrado é meio de sobrevivência para famílias de agricultores, diversas comunidades e povos: alimentação, artesanato, remédio. Juntos, homem e meio ambiente, fazem parte do Patrimônio Histórico e Cultural Brasileiro. Riquezas reconhecidas, mas também ameaçadas. "Temos que nos preocupar que daqui a pouco o Cerrado só terá soja e cidades", afirma Isabel Benedetti Figueiredo, assessora técnica do Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN).

Notícias anteriores
18-25/Abr  26/Abr-03/Mai  04-11/Mai  12-19/Mai    Atuais

Noticias recentes

Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br