Agronline
Página inicial dos artigos
Notícia
 
Agricultura
 
Agronegócios
 
Geral
Pecuária
 
Política
 
Tecnologia
 
Inicio > Geral
Vencedores do Hackathon do Agronegócio visitarão o Vale do Silício
Saiu o resultado tão esperado do 1º Hackathon Smart Agro ExpoLondrina 2016, com o tema “Os desafios do agronegócio inteligente: IoT como fonte de competitividade”. Participaram 80 integrantes, em 18 equipes e mais de 60 mentores.

A equipe SafeSeed, formada por Dionatan Felipe Morganti da Silva, Douglas da Silva Machado, Gustavo Fontolane Luiz Guilherme Lira de Arruda, ganhou o primeiro lugar com o projeto que “monitora, via sensoriamento remoto, dados de umidade e temperatura do solo em duas profundidades de perfil”.

O segundo lugar ficou com a equipe Campo Limpo, com o projeto que traz “solução para o compartilhamento colaborativo de incidências de doenças, pragas e plantas daninhas”. A equipe é formada por Pedro Martins Dusso, Paulo Vitor Silvestrin, Thomas da Silva Rodrigues e Francisco Gerdau de Borja.

A equipe Zero Waste ficou com o terceiro lugar e apresentou o projeto “Otimização de logística no transporte e recolhimento de ração para animais”. São eles Jairo Rafael Cantillo Molina, Matheus Donizete Matos da Silva, Anderson Tadashi Santos e Igarashi Emmanuell Scolimoski.

Os resultados foram divulgados no final deste domingo (10) no recinto Milton Alcover, no Parque de Exposições Ney Braga, na 56ª Exposição Agropecuária de Londrina. O Hackathon teve início na sexta, 8 de abril, e foram mais de 40 horas de trabalho ininterruptas até o domingo, 10.

Prêmios

Os vencedores ganharam prêmios de R$ 5 mil (primeiro colocado), R$ 3 mil (segundo colocado) e R$ 1 mil (terceiro colocado). A equipe vencedora também ganhou uma visita ao Vale do Silício (EUA), prêmio concedido pela parceria entre APEX Brasil /SRP.

Faz parte ainda da premiação, a incubação na Aintec/Intuel (UEL) na modalidade “pré-incubação”, consultoria ofertada pelo Sebrae Londrina, e uma bolsa integral de MBA na unidade do SENAI em Londrina, no valor médio de R$ 15 mil, a ser cotizada entre os membros da equipe vencedora (1º lugar).

A maratona, que reuniu programadores, designers, empreendedores e outros profissionais (neste caso, ligados ao agronegócio), teve com o objetivo desenvolver, em tempo recorde, softwares que atendessem ao desafio estabelecido pela organização.

A realização e organização do evento foi da Sociedade Rural do Paraná (SRP), Senai no Paraná, Sebrae, Codel, Sercomtel, UEL (Intuel/Aintec), IBM, APL de TI da região de Londrina, Cintec e Sinfor, com o apoio da Terra Roxa, Fundação Meridional, Emater, Seab, Iapar, Sindicato Rural, entre outros parceiros.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Data: 12-04-2016
  Enviar está notícia por e-mail  Imprimir esta notícia 

Notícias relacionadas
»Brandt investe no potencial de crescimento da agricultura brasileira e dobra de tamanho em dois anos
»Mais de duas mil pessoas prestigiam Ação Cooperada em Erechim
»Pesquisa desenvolve biscoito de cereais integrais com recheio de polpa de frutas brasileiras
»AgroBrasília 2017: Sucessão Familiar é tema da Feira
»Nutron auxilia produtores de suínos a diminuir o impacto das micotoxinas

Notícias anteriores
13-20/Out  21-28/Out  29/Out-05/Nov  06-13/Nov    

Noticias recentes

Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br