Agronline
Página inicial dos artigos
Notícia
 
Agricultura
 
Agronegócios
 
Geral
Pecuária
 
Política
 
Tecnologia
 
Inicio > Geral
Mato Grosso do Sul sedia simpósio internacional sobre gases de efeito estufa em junho
Campo Grande (MS) recebe entre os dias 7 e 9 de junho de 2016, o II Simpósio Internacional sobre Gases de Efeito Estufa na Agropecuária (II SIGEE), com o objetivo de atualizar os conhecimentos sobre a dinâmica dos gases de efeito estufa (GEEs) nos diferentes sistemas de produção agropecuários. Realizado pela Embrapa e Sistema Famasul, o II SIGEE chega seis anos após a realização da 1ª edição, 2010, que levantou as iniciativas até então existentes no País em relação à emissão de GEEs na pecuária. A edição 2016 apresentará os resultados mais recentes das pesquisas realizadas no Brasil pela Embrapa e parceiros.

O primeiro dia, 7, contará com duas palestras de abertura e uma delas dará um foco regional, mostrando o plano estadual para a temática e será apresentada pelo pesquisador Renato Roscoe, superintendente de Ciência e Tecnologia do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul. A seguir, o ex-ministro da Agricultura e agrônomo, Allyson Paolinelli, media a primeira mesa redonda do evento.

Na quarta-feira, o foco será na mitigação e adaptação às mudanças do clima observando fatores como as políticas públicas aplicadas, o inventário brasileiro de emissões, o melhoramento genético animal, a recuperação e intensificação de sistemas de produção, os sistemas integrados, as pastagens nativas e a avaliação econômica. Já no dia 9 de junho, os participantes debaterão o fluxo de GEEs, balanço de carbono e modelagem.

Para cumprir essa programação, o Simpósio trará cientistas da Universidade de Pisa (Itália), Meat & Livestock (Austrália), Universidade de Wageningen (Holanda), Scottish Rural College (Escócia), Institut de Recherche Agronomique (França), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), AgResearch (Nova Zelândia) e Universidade de Alberta no Canadá, algumas são instituições parceiras da Embrapa nos estudos relacionados aos GEEs, além de especialistas da Embrapa.

As inscrições para o II SIGEE já estão abertas no site e há descontos para registros antecipados. Para o dia 7, abertura, a entrada é gratuita, com inscrição obrigatória. Os resumos são recebidos até o dia 16 de maio e cada inscrito pode submeter até dois papers, distribuídos pelas áreas de mudanças climáticas: mitigação e adaptação, fluxos de gases de efeito estufa, sequestro e balanço de carbono, modelagem, socioeconomia e políticas públicas em mudanças climáticas.

Pesquisa - “Desde o início dos anos 2000, a Embrapa avalia os efeitos de práticas, processos e tecnologias agropecuárias sobre as emissões de gases de efeito estufa (GEEs) provenientes da agricultura e analisa o potencial de adaptação e mitigação dos sistemas de produção melhorados. O primeiro projeto, Redugás, entre 2001 e 2003, deu condições para a criação da primeira grande rede de projetos, Rede Agrogases”, recorda o pesquisador Roberto Giolo, um dos coordenadores do II SIGEE.

A partir de 2011, segundo Giolo, fizeram-se necessárias estratégias específicas para cada setor e assim surgiram as Redes: Pecus - dinâmica de gases de efeito estufa em sistemas de produção da agropecuária brasileira; Saltus - dinâmica da emissão de gases de efeito estufa e dos estoques de carbono em florestas brasileiras naturais e plantadas; e Fluxus - dinâmica de gases de efeito estufa e balanço de carbono em sistemas de produção de grãos no Brasil. “A Rede Pecus é um marco no estudo da dinâmica de GEEs na pecuária brasileira e seus resultados estarão no SIGEE”, sublinha. Com mais de 200 pesquisadores de 27 unidades da Embrapa, 49 instituições parceiras nacionais e oito internacionais, a Rede trabalha nos biomas Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Pantanal e Pampa e é coordenada pela pesquisadora Patrícia Perondi Anchão Oliveira.

Simpósio – O II Simpósio Internacional sobre gases de efeito estufa na agropecuária (II SIGEE) é realizado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e Sistema Famasul, com apoio do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect), Senar/MS e Rede ILPF.

Serviço: II Simpósio Internacional sobre gases de efeito estufa na agropecuária (II SIGEE)

Data: 7 a 9 de junho de 2016

Local: Campo Grande (MS)

Informações: http://cloud.cnpgc.embrapa.br/sigee2016/ e 67 3368-2052.

Data: 13-04-2016
Fonte: Embrapa
  Enviar está notícia por e-mail  Imprimir esta notícia 

Notícias relacionadas
»Brandt investe no potencial de crescimento da agricultura brasileira e dobra de tamanho em dois anos
»Mais de duas mil pessoas prestigiam Ação Cooperada em Erechim
»Pesquisa desenvolve biscoito de cereais integrais com recheio de polpa de frutas brasileiras
»AgroBrasília 2017: Sucessão Familiar é tema da Feira
»Nutron auxilia produtores de suínos a diminuir o impacto das micotoxinas

Notícias anteriores
20-27/Mai  28/Mai-04/Jun  05-12/Jun  13-20/Jun    

Noticias recentes

Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br