Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
A agricultura tradicional e a preservação da diversidade genética das espécies cultivadas

15/02/2006

De forma geral, a agricultura tradicional caracteriza-se por um conjunto de técnicas de cultivo que é utilizada, ao longo do tempo, pelas pequenas propriedades ou comunidades agrícolas, destacando-se o uso de sementes próprias resultante da seleção dos próprios agricultores, além do intercâmbio de sementes. As técnicas utilizadas, entre outras, caracterizam-se pela utilização intensiva dos recursos ou do ambiente natural e da presença constante dos agricultores que manejam os seus recursos genéticos.

Os agricultores por usarem suas próprias sementes, as quais são resultantes de uma seleção continuada, obtém tipos muito diversos que podem ser considerados recursos genéticos e que são manejados desde que começaram a cultivar as plantas dentro de seus sistemas de produção agrícola. Ao utilizarem estratégias distintas de utilização desses recursos, os agricultores promovem a preservação e a diversidade genética das espécies por eles manejadas.

De forma geral, verifica-se que a seleção praticada pelas comunidades tradicionais no Nordeste brasileiro, quando manejam as mais diversas espécies de cultivo, favorece a ampliação e manutenção da variabilidade genética, assim como a seleção de tipos distintos que são direcionados tanto para o consumo próprio do agricultor quanto para o comércio.

Na agricultura tradicional do Nordeste brasileiro, constata-se que existe cultivo de várias espécies exóticas, introduzida em tempos remotos, como é o caso da melancia, da abóbora ou jerimum de leite, do feijão-caupi ou feijão-de-corda, do arroz, do arroz vermelho, do milho, entre outras, que se encontram bem estabelecidas. Estas espécies continuam sendo cultivadas e selecionadas na agricultura tradicional da região onde várias populações locais são encontradas.

Constata-se que as populações locais de várias espécies agrícolas cultivadas no Nordeste brasileiro constituem excelente patrimônio genético, e a contínua implementação de atividades para o estudo da variabilidade genética deve ser prioritariamente considerada em trabalhos de pesquisa visando auxiliar o agronegócio da cultura.

Semíramis Rabelo Ramalho RamosEnvie um email!
pesquisadora III - EMBRAPA/CPAMN

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

  • BOICTECNOLOGIA
    ESTAVA FAZENDO UM TRABALHO E GOSTEI MUITO DO SEU PROGRAMA VISITAREI ELE MAIS VEZES E OTIMO TRABALHO PARABENS!! ESPERO TIRA TOTAL OBRIGADO
    PALOMA - 21/05/09 09:55

  • Agricultura
    Estou fazendo um trabalho para faculdade, da disciplina Geografia Rural e este artigo me ajudou a entender sobre a agricultura nacional. Obrigada. Mary Pereira
    Maristela - 21/11/08 16:24

  • :. ARTIGOS RELACIONADOS

    Artigos por assunto

    Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
    Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br