Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
A EMBRAPA e a conservação do Pantanal

03/04/2006

:. Do mesmo autor
Pantanal: Um bioma ameaçado

A Problemática Socioeconômica e Ambiental da Bacia do Rio Taquari e Perspectivas

O Agronegócio no Pantanal e a Necessidade de Diversificação Agropecuária

Tendências do Agronegócio no Pantanal e a Globalização da Economia

Pantanal: Risco de Contaminação por Biocidas

Potencial do Agronegócio no Pantanal e a Demanda por Tecnologias

E o Jacaré do Pantanal pode também se contaminar por Mercúrio?

O Pantanal e a acontaminação por Mercúrio

Níveis de Mercúrio na Carne de Peixes como Indicadores de Contaminação do Pantanal.

Penas de aves como indicadores de mercúrio no pantanal

Um dos maiores desafios de uma empresa pública de ciência e tecnologia, como é o caso da Embrapa Pantanal, é colocar no mercado tecnologias, produtos, processos e serviços com potencial de competir no mercado globalizado ao alcance da sociedade. Os pré-requisitos de produtividade e conservação da biodiversidade devem estar contemplados, tendo em vista a sustentabilidade do agronegócio e dos ecossistemas regionais. Estabelecer as prioridades, as diretrizes e sistematizar a base científica que darão suporte aos projetos de pesquisa requer estrutura compatível com a demanda regional.

Assim, desenhar a agenda da pesquisa numa região com a dimensão e características do Bioma Pantanal e planaltos adjacentes da Bacia do Alto Paraguai – BAP, que constituem a sua área geográfica de atuação, além de demandar sólida experiência, criatividade, visão, metodologia adequada, exige, acima de tudo, elevada habilidade e sensibilidade para interpretar fatos novos à luz da dinâmica do conhecimento científico.

As políticas públicas devem atender às prioridades e potencialidades regionais e se ajustarem num esforço de planejamento estratégico, onde as diferenças deverão estar compensadas e concebidas num modelo conceitual de desenvolvimento integrado.

No Pantanal, face às peculiaridades das cadeias alimentares e dos pulsos de inundação é preciso equilibrar o desenvolvimento com a conservação ambiental. Assim, a Embrapa Pantanal tem a sua responsabilidade voltada para avaliar a potencialidade dos recursos naturais, gerar, adaptar e validar tecnologias relacionadas com o agronegócio, levando-se em consideração os impactos econômico, social e ambiental.

Como o Pantanal está conectado com os planaltos da BAP, ele se torna vulnerável aos impactos ambientais das atividades lá desenvolvidas. Estudos recentes, evidenciam que as pressões antrópicas nos planaltos podem colocar em risco a sustentabilidade dos ecossistemas aquáticos da planície pantaneira. A utilização de mercúrio nos garimpos de Poconé e o emprego de pesticidas, principalmente no cultivo de soja já refletem níveis de contaminação acima daqueles considerados naturais.

A Bacia do Rio Taquari (BRT), uma das mais importantes do Pantanal, encontra-se com visíveis sinais de degradação e com processos erosivos significativos como conseqüência da ocupação desordenada e mau uso do solo pela agropecuária. O planejamento e a construção de estradas de rodagem em areias quartzozas, também evidencia sua contribuição negativa. Em decorrência, intensificou-se o assoreamento dos sistemas aquáticos, com impactos negativos na pecuária da planície pelos prejuízos decorrentes do incremento nos níveis e duração das inundações das pastagens. Entende-se que a agropecuária no planalto demanda ações emergenciais, direcionadas para políticas públicas ambientais, fiscais e creditícias de curto, médio e longo prazos, e para viabilizar a diversificação do agronegócio com base no seu potencial produtivo e ótica na integração de atividades complementares. A Embrapa Pantanal, em parceria com outras unidades do sistema, Universidades e outros Ministérios afins poderão compartilhar ações efetivas, tendo em vista a maximização de resultados.

Páginas: anterior 1 2 próxima Topo da página


Luiz Marques VieiraEnvie um email!
Pesquisador - EMBRAPA/CPAP

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

  • ELOGIO
    OLÁ, GOSTARIA DE AGRADECER E PARABENIZAR O ARTIGO, POIS ESTOU PESQUISANDO SOBRE O PANTANAL E O ARTIGO COLABOROU MUITO. PARABÉNS A MATÉRIA FICOU ÓTIMA!
    Marília Gabriela de Souza Reis - 07/09/06 23:57

  • :. ARTIGOS RELACIONADOS

    Artigos por assunto

    Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
    Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br