Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
A Interação Ser Humano-Natureza

19/11/2007

:. Do mesmo autor
Educação Rural: um debate necessário

Educação e desenvolvimento sustentável

A dimensão educativa do desenvolvimento rural

Programa de gestão ambiental da Embrapa Pantanal

Produção de leite em assentamentos do município de Corumbá-MS

A Embrapa Pantanal constrói sua história pautada no desenvolvimento sustentável da Região. A noção de sustentabilidade remete ao conceito de interação entre todos os elementos da natureza. Quando observamos os animais, as florestas, os solos, a água e o ar, percebemos que eles não são elementos isolados, pelo contrário, trabalham juntos para garantir a conservação da vida no planeta.

O ser humano também pertence ao reino animal. No entanto, o que diferencia o homem dos outros animais é sua capacidade de pensar e de intervir na natureza. Quando as ações humanas são incorretas, a natureza toda sofre as conseqüências ocorrendo vendavais, erosão do solo, assoreamento de rios, enchentes, desequilíbrio climático, extinção de animais e plantas, escassez de água potável e aparecimento de doenças.

Isso traz sérios riscos a todas as formas de vida e contribui para o aumento da pobreza e todos os problemas sociais que ela acarreta. A degradação ambiental implica também na degradação das condições de vida de grande parte da população, principalmente das pessoas com menor poder aquisitivo. Portanto, preservar os recursos naturais significa garantir a continuidade da vida e o equilíbrio entre o ar, a água, o solo, a floresta, os animais, incluindo o ser humano.

O ar é indispensável para todas as espécies, mas a poluição por partículas e gases, causada pela emissão de fumaça das indústrias e dos automóveis prejudicam sua qualidade. Na região do Pantanal, a principal fonte de poluição do ar são as queimadas utilizadas após o desmatamento, manejo de pastagens nativas e agricultura. Além de poluir o ar, as queimadas reduzem a quantidade de matéria orgânica do solo, prejudicando sua fertilidade. O desmatamento indiscriminado afeta as características físicas, químicas e microbiológicas dos solos, prejudica a flora e a fauna, pois destrói a floresta e aumenta o aquecimento do planeta. É importante lembrar que a floresta funciona como um filtro para a purificação do ar.

O planeta terra possui 70% de água dos quais, aproximadamente, 97% são água salgada e apenas 3% são água doce. Destes, 2% se encontram nas geleiras. Assim, a quantidade de água doce de fácil acesso para consumo humano está em torno de 0,03% apenas. A água é essencial para a sobrevivência de todos os seres vivos. No entanto, as reservas de água potável no mundo todo estão diminuindo e muitas pessoas já sofrem com a escassez de água. A diminuição de reservas de água está associada ao aumento exagerado do consumo, desperdício e contaminação das águas superficiais e subterrâneas por esgotos domésticos e resíduos tóxicos gerados pelas indústrias e pela agricultura.

O solo é outro elemento da natureza indispensável aos seres vivos, tanto animais como vegetais. No solo se produz alimentação para animais e plantas, além de servir de abrigo para vários animais. Os solos não são iguais. Alguns são solos bons para agricultura, como os solos argilosos, profundos, ricos em matéria orgânica, que armazenam muita água e são menos sujeitos ao desgaste pela chuva (erosão). Outros solos são arenosos, fortemente sujeitos à erosão. Cada tipo de solo tem aptidão diferente, e o uso inadequado causa sua degradação e a recuperação é muito lenta e onerosa. Para manter as qualidades dos solos é necessário evitar as queimadas, a monocultura (cultivo de uma só espécie), o uso excessivo de máquinas para preparo do solo e o uso indiscriminado de agrotóxicos. Estruturas como lixões poluem o solo. Por isso devem ser substituídas por aterros sanitários que impedem a contaminação do solo e do lençol freático pelo chorume. O descuido com o solo causa prejuízos ao ar, à água, aos animais, à flora, à fauna e aos seres humanos.

Páginas: anterior 1 2 próxima Topo da página


Aldalgiza Ines CampolinEnvie um email!
Pesquisadora - EMBRAPA/CPAP

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

:. ARTIGOS RELACIONADOS

Artigos por assunto

Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br