Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
Agricultura Urbana

10/06/2003

:. Do mesmo autor
Pré-Diagnóstico da Situação da horticultura em Puerto Suarez, Bolívia

Solidariedade: a união que faz a diferença

A agricultura urbana é realizada em pequenas áreas dentro de uma cidade, ou no seu entorno (peri-urbana), e destinada à produção de cultivos para utilização e consumo próprio ou para a venda em pequena escala, em mercados locais. Difere da agricultura tradicional (rural) em vários aspectos: Inicialmente, a área disponível para o cultivo é muito restrita na agricultura urbana. Além disso, há escassez de conhecimentos técnicos por parte dos agentes/produtores diretamente envolvidos; freqüentemente não há possibilidade de dedicação exclusiva à atividade; a atividade destina-se, normalmente, para utilização ou consumo próprio; há grande diversidade de cultivos; e a finalidade da atividade é distinta, pois normalmente não é requisito para a agricultura urbana a obtenção de lucro financeiro.

Observa-se, porém, uma relação muito forte entre a agricultura rural/tradicional e a agricultura urbana, sendo esta última normalmente praticada mais intensamente em regiões ou municípios que tenham tradição agrícola no meio rural.

O principal aspecto no qual a agricultura urbana difere da rural, no entanto, é o ambiente. A agricultura urbana pode ser realizada em qualquer ambiente urbano ou peri-urbano, podendo ser praticada diretamente no solo, em canteiros suspensos, em vasos, ou onde a criatividade sugerir. Qualquer área disponível pode ser aproveitada, desde um vaso dentro de um apartamento até extensas áreas de terra, sob luz natural ou artificial. Exige, no entanto, alguns cuidados especiais, como sombreamento parcial, especialmente para a formação de mudas e onde ocorra alta insolação, e irrigação cuidadosa e freqüente. E no caso de utilização de luz artificial deve-se ter alguns cuidados especiais, como intensidade de luz e fotoperíodo.

Existem muitas maneiras e motivos para se praticar a agricultura urbana, e diversas vantagens podem ser obtidas através dessa prática, dentre elas citamos as mais comumente observadas:

- Produção de alimentos - incremento da quantidade e da qualidade de alimentos disponíveis para consumo próprio.

- Reciclagem de lixo - utilização de resíduos e rejeitos domésticos, diminuindo seu acúmulo, tanto na forma de composto orgânico para adubação, como na reutilização de embalagens para formação de mudas, ou de pneus, caixas, etc. para a formação de parcelas de cultivo, por exemplo.

- Utilização racional de espaços - melhor aproveitamento de espaços ociosos, evitando o acúmulo de lixo e entulhos ou o crescimento desordenado de plantas daninhas, onde poderiam abrigar-se insetos peçonhentos e pequenos animais prejudiciais à saúde humana.

Páginas: anterior 1 2 3 próxima Topo da página


Alexandre Dinnys RoeseEnvie um email!
Engenheiro Agrônomo - EMBRAPA/CPAP

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

  • informações
    Tenho uma atuação na área de segurança alimentar, e vejo com grande interesse a respeito da agricultura urbana. Para quem enviar projetos destinados implantação de pequenos polos produtivos de alimentos e hortas medicinais? um abraço. Claudio Chaves (11) 91256833
    Claudio Chaves - 12/06/12 15:21

  • Agricultura Urbana
    Sou apaixonado por agricultura,por gostar elabobrei um projeto de pesquisa na universidade com o tema agricultura urbana, pensei que não possuia material nessa area, mas estou enganado,pois esses artigos de voçes e muito bom.estarei sempre visitando para ver as novidades.
    alfredo julio junior - 29/03/11 22:29

  • agricultura urbana
    graças á varios cursos que fiz em horticultura ,hoje na minha aposentadoria tenho a grande satisfação de estar praticanco os conhecimentos que obtive durante anos/tenho um quintal relativamente grande e desenvolvo o cultivo de tomate organico em embalagens plasticas aqui em eldorado paulista/09/01/2011-benedito
    benedito marcelino de deus - 09/01/11 17:40

  • olericultura
    sou praticante da agricultura urbana aqui em eldorado paulista,e oque me vale são cursos que fiz em varias ocasiões, fizando um dia poder osufruir dos conhecimentos obtidos;principalmente na minha aposentadoria;já estou aposentado e agora praticando a agricultura urbana no meu quintal/benedito
    benedito marcelino de deus - 09/01/11 17:29

  • essa pagina
    essa pagina nao vale nada porque nao tem nada de interesante sobre o trabalho que eu quero fazer!
    bianca - 19/11/09 02:43

  • AGRICULTURA URBANA
    A agricultura urbana é realizada em pequenas áreas dentro de uma cidade, ou no seu entorno (peri-urbana), e destinada à produção de cultivos para utilização e consumo próprio ou para a venda em pequena escala, em mercados locais. Difere da agricultura tradicional (rural) em vários aspectos: Inicialmente, a área disponível para o cultivo é muito restrita na agricultura urbana. Além disso, há escassez de conhecimentos técnicos por parte dos agentes/produtores diretamente envolvidos; freqüentemente não há possibilidade de dedicação exclusiva à atividade; a atividade destina-se, normalmente, para utilização ou consumo próprio; há grande diversidade de cultivos; e a finalidade da atividade é distinta, pois normalmente não é requisito para a agricultura urbana a obtenção de lucro financeiro. Observa-se, porém, uma relação muito forte entre a agricultura rural/tradicional e a agricultura urbana, sendo esta última normalmente praticada mais intensamente em regiões ou municípios que tenham tradição agrícola no meio rural. O principal aspecto no qual a agricultura urbana difere da rural, no entanto, é o ambiente. A agricultura urbana pode ser realizada em qualquer ambiente urbano ou peri-urbano, podendo ser praticada diretamente no solo, em canteiros suspensos, em vasos, ou onde a criatividade sugerir. Qualquer área disponível pode ser aproveitada, desde um vaso dentro de um apartamento até extensas áreas de terra, sob luz natural ou artificial. Exige, no entanto, alguns cuidados especiais, como sombreamento parcial, especialmente para a formação de mudas e onde ocorra alta insolação, e irrigação cuidadosa e freqüente. E no caso de utilização de luz artificial deve-se ter alguns cuidados especiais, como intensidade de luz e fotoperíodo. Existem muitas maneiras e motivos para se praticar a agricultura urbana, e diversas vantagens podem ser obtidas através dessa prática, dentre elas citamos as mais comumente observadas: - Produção de alimentos - incremento da quantidade e da qualidade de alimentos disponíveis para consumo próprio. - Reciclagem de lixo - utilização de resíduos e rejeitos domésticos, diminuindo seu acúmulo, tanto na forma de composto orgânico para adubação, como na reutilização de embalagens para formação de mudas, ou de pneus, caixas, etc. para a formação de parcelas de cultivo, por exemplo. - Utilização racional de espaços - melhor aproveitamento de espaços ociosos, evitando o acúmulo de lixo e entulhos ou o crescimento desordenado de plantas daninhas, onde poderiam abrigar-se insetos peçonhentos e pequenos animais prejudiciais à saúde humana.
    danilla - 09/11/09 12:35

  • agricultura urbana
    A agricultura urbana é realizada em pequenas áreas dentro de uma cidade, ou no seu entorno (peri-urbana), e destinada à produção de cultivos para utilização e consumo próprio ou para a venda em pequena escala, em mercados locais. Difere da agricultura tradicional (rural) em vários aspectos: Inicialmente, a área disponível para o cultivo é muito restrita na agricultura urbana. Além disso, há escassez de conhecimentos técnicos por parte dos agentes/produtores diretamente envolvidos; freqüentemente não há possibilidade de dedicação exclusiva à atividade; a atividade destina-se, normalmente, para utilização ou consumo próprio; há grande diversidade de cultivos; e a finalidade da atividade é distinta, pois normalmente não é requisito para a agricultura urbana a obtenção de lucro financeiro. Observa-se, porém, uma relação muito forte entre a agricultura rural/tradicional e a agricultura urbana, sendo esta última normalmente praticada mais intensamente em regiões ou municípios que tenham tradição agrícola no meio rural. O principal aspecto no qual a agricultura urbana difere da rural, no entanto, é o ambiente. A agricultura urbana pode ser realizada em qualquer ambiente urbano ou peri-urbano, podendo ser praticada diretamente no solo, em canteiros suspensos, em vasos, ou onde a criatividade sugerir. Qualquer área disponível pode ser aproveitada, desde um vaso dentro de um apartamento até extensas áreas de terra, sob luz natural ou artificial. Exige, no entanto, alguns cuidados especiais, como sombreamento parcial, especialmente para a formação de mudas e onde ocorra alta insolação, e irrigação cuidadosa e freqüente. E no caso de utilização de luz artificial deve-se ter alguns cuidados especiais, como intensidade de luz e fotoperíodo. Existem muitas maneiras e motivos para se praticar a agricultura urbana, e diversas vantagens podem ser obtidas através dessa prática, dentre elas citamos as mais comumente observadas: - Produção de alimentos - incremento da quantidade e da qualidade de alimentos disponíveis para consumo próprio. - Reciclagem de lixo - utilização de resíduos e rejeitos domésticos, diminuindo seu acúmulo, tanto na forma de composto orgânico para adubação, como na reutilização de embalagens para formação de mudas, ou de pneus, caixas, etc. para a formação de parcelas de cultivo, por exemplo. - Utilização racional de espaços - melhor aproveitamento de espaços ociosos, evitando o acúmulo de lixo e entulhos ou o crescimento desordenado de plantas daninhas, onde poderiam abrigar-se insetos peçonhentos e pequenos animais prejudiciais à saúde humana.
    danilla - 09/11/09 12:33

  • A agricultura urbana é realizada em pequenas áreas dentro de uma cidade, ou no seu entorno (peri-urbana), e destinada à produção de cultivos para utilização e consumo próprio ou para a venda em
    A agricultura urbana é realizada em pequenas áreas dentro de uma cidade, ou no seu entorno (peri-urbana), e destinada à produção de cultivos para utilização e consumo próprio ou para a venda em pequena escala, em mercados locais. Difere da agricultura tradicional (rural) em vários aspectos: Inicialmente, a área disponível para o cultivo é muito restrita na agricultura urbana. Além disso, há escassez de conhecimentos técnicos por parte dos agentes/produtores diretamente envolvidos; freqüentemente não há possibilidade de dedicação exclusiva à atividade; a atividade destina-se, normalmente, para utilização ou consumo próprio; há grande diversidade de cultivos; e a finalidade da atividade é distinta, pois normalmente não é requisito para a agricultura urbana a obtenção de lucro financeiro. Observa-se, porém, uma relação muito forte entre a agricultura rural/tradicional e a agricultura urbana, sendo esta última normalmente praticada mais intensamente em regiões ou municípios que tenham tradição agrícola no meio rural. O principal aspecto no qual a agricultura urbana difere da rural, no entanto, é o ambiente. A agricultura urbana pode ser realizada em qualquer ambiente urbano ou peri-urbano, podendo ser praticada diretamente no solo, em canteiros suspensos, em vasos, ou onde a criatividade sugerir. Qualquer área disponível pode ser aproveitada, desde um vaso dentro de um apartamento até extensas áreas de terra, sob luz natural ou artificial. Exige, no entanto, alguns cuidados especiais, como sombreamento parcial, especialmente para a formação de mudas e onde ocorra alta insolação, e irrigação cuidadosa e freqüente. E no caso de utilização de luz artificial deve-se ter alguns cuidados especiais, como intensidade de luz e fotoperíodo. Existem muitas maneiras e motivos para se praticar a agricultura urbana, e diversas vantagens podem ser obtidas através dessa prática, dentre elas citamos as mais comumente observadas: - Produção de alimentos - incremento da quantidade e da qualidade de alimentos disponíveis para consumo próprio. - Reciclagem de lixo - utilização de resíduos e rejeitos domésticos, diminuindo seu acúmulo, tanto na forma de composto orgânico para adubação, como na reutilização de embalagens para formação de mudas, ou de pneus, caixas, etc. para a formação de parcelas de cultivo, por exemplo. - Utilização racional de espaços - melhor aproveitamento de espaços ociosos, evitando o acúmulo de lixo e entulhos ou o crescimento desordenado de plantas daninhas, onde poderiam abrigar-se insetos peçonhentos e pequenos animais prejudiciais à saúde humana.
    danilla - 09/11/09 12:33

  • Agricultura Urbana.
    Eu acho o trabalho de agricultura urbana é muito bom para as pessoas e para o meio ambiente também Eu acho que o trabalho de agricultura é muito importante para as pessoas e também para o meio ambiente no Brasil.
    Yasmin k. - 03/06/09 07:55

  • pesquisa
    gostei muito da forma como você abordou o assnto, foi bastante legal para minha pesquisa. Obrigada.
    zélia - 20/01/09 00:53

  • duvidas
    Oi me chamo lindaura tenho dificuldade para entra em contato com estes produtos queria estabelecer o indereço certo do produtos. queria ajuda pra ta estabelecendo estes produdos . espero que entre em contato com este mail e deixe resposta para que me ajude por favor mande o numero de contato onde possa falar com vocês lindaura obrigada
    lindaura - 05/01/09 14:33

  • agricultura
    acho o trabalho de agricultor muito importante para todos nós. se não tivesse os agricultores nós não teriamos nóssos alimentos linpos e gostosos. é isso que eu acho.
    José Cordal - 31/07/08 08:01

  • programa pró-hortas
    Se todas as cidades tivessem conciência, do mau uso que fazem de seus terrenos baldios, e que são vários os problemas de saúde pública que os mesmos ocasionam para os munícipes, e que as hortas comunitárias seriam uma solução econômica e viável para os gestores públicos, pois estariam mantendo limpos os terrenos baldios de sua cidade e em contrapartida beneficiando as pessoas carentes que teriam que usufluir destas áreas através de projetos de lei municipal em regime de comodato, proporcionando assim melhor qualidadde de vida para os que deles usufluirem. Porém são poucos os gestores públicos que tem em seu mandato secretarias de agricultura, e pessoas competentes para este fim, certamente acreditam que nas pequenas obras não tem aplicabilidade e sustentação econômica, e dá muito trabalho, e sem dúvidas com trabalho são poucos que estão envolvidos, e programas deste nível precisa de ter começo meio e continuidade. Temos muitas cidades com perfil, assim, possuem em seu município um grande número de terrenos baldios que geralmente são sujos e ficam apenas esperando melhores preços para serem vendidos, é nestas cidades que precisamos implantar programas de hortas comunitárias, e fazer da agricultura hurbana uma realidade.
    mauri flório - 21/10/07 19:07

  • Agricultura Urbana
    Olá! Estou pra realizar um projeto com meu grupo da universidade, onde queremos divulgar para algumas comunidades, á importância de se aproveitar pequenos espaços em suas resídências, cultivando produtos agriculas. Parabéns pela iniciativa, solicito mais informações sobre a área.
    Antônio Jorge - 19/10/07 11:16

  • agricultura urbana
    Estou desenvolvendo trabalho na área de agricultura urbana, no estágio que estou fazendo, e este artigo irá ser muito útil. Peço que envie se possível o quanto antes.
    Ulisses N.Brito - 04/10/07 02:57

  • Agricultura Urbana
    O Asunto émuito bom, eu gostei muito. por que tem muito assunto interassante que serve para muitas coisas, tipo faser uma em casa. PARABENS PARA QUEM FEZ ESSE ASSUNTO !!!
    Diego Rocha - 03/10/07 19:20

  • Agricultura urbana
    Achei super legal o artigo. Espero que outros sejam divulgados para que nós que acessamos a net permaneçamos mais informados sobre a área, e sempre atualizados no que diz respeito ao assunto. Parabéns!!!
    Nildo Júnior - 26/09/07 07:07

  • pedidos..
    Gostaria se possível receber informações que possam abranger esta temática. Obrigada.
    fabiana Ximenes - 09/07/07 12:08

  • comentários sobre o artigo
    Estou iniciando uma pesquisa a título de monografia do curso de economia Doméstica, sobre agricultura urbana, foi de grande importância esta literatura que participará de um dos meus artigos que estou realizando.
    Fabiana Ximenes - 09/07/07 12:06

  • agricultura urbana
    A muito venho querendo me informar melhor sobre agricultura urbana. Achei muito interessante a parte onde diz quais os tipos de produtos podem ser cultivado em pequenos espaços. Parabéns pela iniciativa !!!
    margaret - 05/06/07 10:31

  • Trabalho de conclusão de curso
    Excelente artigo! Eu também estou desenvolvendo um trabalho de conclusão de curso a respeito de agricultura urbana, porém na área de nutrição. O artigo vai ajudar muito!
    Sarah Salomão Barrenechea - 24/03/07 17:43

  • agricultura cidade
    Esto com um projeto, e estou gostando muito dessa nova forma de produzir alimentos no seu proprio quintal, nao necessitando de ir em uma frutaria ou feira.
    Ailton Ronei de Oliveira - 19/03/07 01:33

  • trabalho sobre agricultura urbana
    gostei do trabalhos sobre agricultura urbana;tambem tenho um projeto de conclusão de curso con relação ao assunto, mas estou com grandes dificuldades em encontrar refências. Esse tipo de trabalho esta sendo muito util. geraldo-pirapora MG
    geraldo inacio martins - 14/09/06 07:06

  • agricultura urbana
    Achei ótimo esse artigo, amo plantar mais não sei como cuidar da terra, que tipo de adubo usar, época p/ plantar nada disso,mais tenho muito interesse sobre esse assunto que pouco agente sabe, não encontramos nem revistas para nos informar, por isso resolvi pesquisar na net.Amo lidar c/ a terra mais não sei como, o meu espaço também é muito peq.Parabéns pelo artigo.
    katia cristina - 11/08/06 13:47

  • :. ARTIGOS RELACIONADOS

    Artigos por assunto

    Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
    Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br