Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
Mexilhão Dourado No Pantanal – Um problema ambiental e econômico

Página 2/2

:. Do mesmo autor
PELD - Programa Ecológico de Longa Duração dos Recursos Hídricos do Pantanal

A importância dos estudos limnológicos: 16 anos no pantanal

O Mexilhão Dourado causará danos ecológicos na Bacia do Miranda

Introdução de espécies - uma das maiores causa de perda de biodiversidade

Contaminação de corpos d'água na região de Corumbá

Poluição por pesticidas no Pantanal

Dequada: fator regulador do bivalve no Pantanal?

Em 2001, foram instalados substratos artificiais no rio Paraguai para estudar a forma de colonização e densidade dos indivíduos, acompanhados também através do estudo de larvas.

Quando os organismos fixados nos substratos já apresentavam cerca de 1cm, a concentração de oxigênio dissolvido baixou para de aproximadamente 60,0 mg/L para 0,0mg/L (fenômeno natural de “dequada”), o que exterminou a população colonizada. Esse fato indica que baixas concentrações de oxigênio dissolvido poderá ser um fator limitante do desenvolvimento da população no Pantanal, visto que o fenômeno de “dequada” ocorre todos os anos durante a fase de enchente, em menor ou maior intensidade.

As pesquisas realizadas pela Embrapa Pantanal estão sendo financiadas pelo CNPq e pela Fundação Estadual de MS (FUNDECT). Em março de 2003, foi realizado um seminário em Corumbá (MS), envolvendo a comunidade Corumbaense, os empresários do turismo e da navegação no Pantanal, com o objetivo de informá-los e levantar mais informações sobre os prejuízos que o mexilhão já tem causado no Pantanal. Foi constatado que o mexilhão entra no sistema de refrigeração dos motores das embarcações impedindo que a água circule, causa superaquecimento do motor, que pode fundir.

A partir de 2002 foi implantado outro projeto para conhecer a distribuição do mexilhão no Brasil, coordenado pela IEAPM/Marinha do Brasil, no Programa Globallast/MMA. As informações obtidas nestes projetos serão importantes para mapear a distribuição, evitar sua dispersão para outros rios do Brasil e, conhecer os prejuízos causados e gerar conhecimento para estabelecer medidas de controle, tendo em vista os prejuízos econômicos causados pela bioincrustação em instalações de usinas hidrelétricas, como a Itaipu Binacional.

Páginas: anterior 1 2 próxima Topo da página


Márcia Divina de OliveiraEnvie um email!
Pesquisadores - EMBRAPA/CPAP

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

:. ARTIGOS RELACIONADOS

Artigos por assunto

Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
Copyright © 2000 - 2018 Agronline.com.br