Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
Produção de Cordeiros

Página 5/10

4.1 - Confinamento

O acabamento de cordeiros em regime de confinamento não se constitui em uma prática usual entre os ovinocultores brasileiros, que tradicionalmente adotam o sistema extensivo de produção. Porém, em função das boas perspectivas para a comercialização da carne ovina é necessária a intensificação no processo de terminação de cordeiros, para agilização dos negócios e produção de carne ovina de qualidade. Sendo assim, o confinamento apresenta-se como uma boa alternativa entre os diferentes métodos de alimentação. Outra grande vantagem do confinamento em relação à terminação em pastagem está na diminuição das infecções endoparasitárias (helmintíases), o que proporciona diminuição na mortalidade dos animais e maiores ganhos de peso diário nos cordeiros confinados.

O sistema de terminação de cordeiros em confinamento deve ser bem planejado, procurando integrar genética para produção de carne, alimentação e manejo para obter-se um retorno econômico. Para que a terminação de cordeiro em confinamento seja economicamente viável, alguns pontos devem ser observados. Entre eles, destacam-se: a duração do confinamento, a utilização de subprodutos, a compatibilização do nível nutricional e do potencial genético do animal.

A duração do confinamento é, sem dúvida, um fator essencial para a viabilidade econômica do processo. Um bom cordeiro para o confinamento deve apresentar boa conversão alimentar, altas taxas de crescimento muscular e adequada deposição de gordura. Quanto à idade dos animais a serem confinados, o maior desenvolvimento dos cordeiros ocorre nos primeiros 120 dias de vida. Este é o período mais indicado para o confinamento dos animais. Quanto ao manejo durante o período de confinamento, é recomendável que, antes do início do confinamento, os cordeiros sejam vermifugados. Outro ponto essencial para o sucesso do confinamento é efetuar uma análise prévia de mercado e de custo/benefício. Nestes casos, a utilização de subprodutos é recomendável como forma de diminuir os custos com a alimentação.

Para o confinamento dos cordeiros, recomenda-se que estes sejam desmamados precocemente, mas nunca desmamados muito cedo, antes dos 21 dias de idade e, sim, depois de obter um peso mínimo. O desmame pode ser feito quando os cordeiros estiverem com seu peso ao nascer triplicado e consumindo no mínimo 200 g/dia de uma ração complementar No desmame precoce, as exigências dos cordeiros são muito altas, e podem ser ofertadas dietas com proteína “by-pass” para suprir as exigências de aminoácidos essenciais. Uma dieta que atenda às exigências nutricionais líquidas para cordeiros com desmame precoce pode promover ganhos de 350 a 400 g/dia. O consumo de matéria seca depende do peso vivo e da proporção de forragem na dieta. Através de um feno de excelente qualidade, pode-se fornecer uma dieta com inclusão de no mínimo 20% desse feno A farinha de peixe ou farelo de soja pode ser usada como suplemento de uma alimentação feita à base de cereais. O farelo de soja é um ingrediente muito importante no “creep” porq ue contém proteína de alta qualidade e palatabilidade, para o caso de cordeiros desmamados precocemente.

Páginas: anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 próxima Topo da página


Alexis Wanderley de OliveiraEnvie um email!
Estudante Zootecnia - UFAL

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

  • ovinos em confinamento
    EU PARTICULAMENTE GOSTEI MUINTO DAS EXPLICAÇÕES EU SOU UM CRIADOR DE OVINOS EM CONFINAMENTO E APRENDI BASTANTE OBRIGADO E PUBLIQUE MAIS.
    Antônio vamberto gonçalves - 15/01/12 23:50

  • Produção de Cordeiro
    Muito boa as explicações.
    Carlos - 17/07/09 08:50

  • Gostei muito do artigo!
    Gostei do seu artigo, publique mais sobre o assunto. Obrigado!
    Julian - 10/10/08 11:34

  • :. ARTIGOS RELACIONADOS

    Artigos por assunto

    Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
    Copyright © 2000 - 2019 Agronline.com.br