Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
Clusters: Agrupamento e Reestruturação da Cadeia Produtiva do Leite

09/07/2004

:. Do mesmo autor
“Clusters no Centro-Oeste Brasileiro”

Rastreabilidade: Transformando a Fazenda em Empresa Rural

Redes de Informação: Essência do planejamento na tomada de decisões estratégicas no Agronegócio.

Várias são as restrições ao desenvolvimento da cadeia produtiva do leite no Brasil, iniciando-se na unidade de produção com a utilização de instalações precárias ou no mínimo insuficientes para a produção. É realmente flagrante a diferença dos índices de produtividade brasileira em relação a outros países, basta verificar que enquanto o Brasil possui uma produção média anual por vaca de leite de 1534 quilos, os EUA, Alemanha e Holanda atingem em média 8703, 6029, 7251 quilos respectivamente (Anualpec, 2004), demonstrando claramente a ineficiência da pecuária leiteira nacional.

Grande parte do cenário atual do agronegócio do leite brasileiro deu-se pela criação do Mercosul, e principalmente devido à paridade entre a moeda brasileira (Real) e a moeda americana (Dólar) até a liberação do câmbio em 1999, ou seja, durante cerca de 5 (cinco) anos vimos o setor leiteiro sofrer duros golpes, se decompondo em todos os elos, com destaque especial para os maus momentos vividos pelos produtores rurais e agroindústrias (laticínios).

Competir em um mercado internacionalizado foi realmente um duro golpe para uma pecuária leiteira arcaica e uma indústria debilitada pela falta de atenção governamental, entretanto, os laticínios que foram mais afetados foram os de pequeno e médio porte que mesmo sofrendo com a política agressiva e até certo ponto desleal das multinacionais, se viu em um mercado abarrotado de produtos estrangeiros, com qualidade relativamente superior às encontradas no Brasil.

Realmente esses anos deixaram marcas negativas impressionantes na cadeia produtiva do leite, especialmente na grande massa de trabalhadores que perderão seus postos de trabalho, uma vez que foi exatamente com a quebra (falência) de um grande pequenos laticínios que se deu à diminuição dos empregos no setor. Multinacionais como Nestlé, Danone, e Parmalat comemoravam durante esse período bons índices de retorno, o que não era reflexo da sua eficiência e sim resultado de crises vividas pelo setor leiteiro brasileiro.

Em outros tempos poderia se dizer que a justiça tarda mais não falha, o que vivemos hoje é uma retomada de força competitiva por parte dos pequenos produtores, que se organizam através de cooperativas, condomínios e associações formalizando uma verdadeira estratégia de negociação, mais não para por aí, as cooperativas somam forças por todo país, o mais disseminando por todo país uma nova cultura na cadeia produtiva do leite e conseqüentemente respondendo pelo alcance de aproximadamente 22 bilhões de litros produzidos por ano (Veja, Abril 2004), além da produtividade alcançada pelo rebanho leiteiro que em menos de três décadas saiu da média de 700 litros por vaca/ano para 1500 litros vaca/ano demonstrando uma evolução real nos índices de produtividade nas unidades pecuárias, com a aplicação de novas tecnologias, ente elas a utilização de ordenhadeiras, inseminação artificial, transferência de embriões, seleção genética entre outras.

Páginas: anterior 1 2 próxima Topo da página


Odilon José de Oliveira NetoEnvie um email!
Professor - UNEMAT

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

:. ARTIGOS RELACIONADOS

Artigos por assunto

Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br