Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
Febre aftosa, nossa vacina é a melhor do mundo

25/03/2001

Até o final do ano, o Brasil deve exportar US$ 1 bilhão em carne bovina, US$ 700 milhões em couros e quase US$ 1,5 bilhão em sapatos. São US$ 3,2 bilhões em divisas para o país. A certificação de cinco estados (PR, SP, MG, GO e MT) e o Distrito Federal como área livre da febre aftosa – mérito já alcançado por RS e SC – é um dos principais responsáveis por este fantástico resultado da cadeia da carne.

Estamos todos de parabéns. O Ministério da Agricultura e as secretarias estaduais de Agricultura, que deram as linhas gerais da vacinação e acompanharam de perto as campanhas; os criadores e suas entidades de classe, que perceberam a importância da erradicação da aftosa para o sucesso do seu negócio; e a indústria veterinária, que contribui para o fim da doença colocando no mercado a melhor vacina contra aftosa disponível em todo o mundo.

Em poucas situações envolvendo o agronegócio brasileiro se viu um movimento tão coeso e sólido em prol de um objetivo comum. A erradicação da febre aftosa tornou-se uma bandeira de todos os setores envolvidos com a produção de carne bovina. Cada um, em sua área de influência, está cumprindo a sua parte e isso é fantástico para o País, que começa a colher os resultados.

A indústria veterinária tem uma importante participação na certificação de área livre de um rebanho de 80 milhões de bovinos. Todo o empenho dos criadores, associações e governo poderiam ser em vão caso não estivesse disponível uma vacina de altíssima qualidade, resultado de pesados investimentos dos laboratórios em pesquisas, desenvolvimento, biossegurança, logística, eficiência e capacidade de produção. Os laboratórios brasileiros são, hoje, os mais preparados em todo o mundo para a fabricação de vacina contra a aftosa. Para tanto, foram necessários muitos investimentos. Somente em biossegurança, foram mais de US$ 20 milhões nos últimos cinco anos.

Todo esse investimento foi feito porque a indústria veterinária confia no País e investe olhando para o futuro. Se fôssemos seguir à risca os manuais da administração, encarando o combate à aftosa estritamente como um negócio, poderíamos privar o Brasil de tal infra-estrutura para combater a febre aftosa. Sim, porque daqui a alguns anos a doença estará erradicada e não faz sentido investir tal soma de dinheiro em algo que está próximo de acabar (o Ministério da Agricultura trabalha com a data-limite de 2005 para erradicar a aftosa do Brasil). Poderíamos até considerar injusto o fato de que as autoridades e demais entidades de classe esqueceram de cumprimentar os responsáveis pela produção de vacina contra aftosa, e da sua participação nessa importante vitória obtida em Paris.

Páginas: anterior 1 2 próxima Topo da página


Nelson AntunesEnvie um email!
Presidente - SINDAN

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

  • vacina aftosa
    poço fazer a vacina p/aftosa em minha vaca que esta prenha.
    everaldo - 17/07/11 12:56

  • aftose
    moro em uma regiao(maraba) e vejo o enteresse dos criadores em combater a aftose,quanto a borocracia que existe aqui,que o gado da outra parte do rio tocantins nao passa para maraba.
    Rosa - 26/09/06 17:55

  • Fiscalização mais Eficaz
    Tenho certeza quando melhorar a fiscalização nas fazendas do nosso Brasil, Eu sei que tem muitos pecuaristas que compra a vacina, só pra comprar, eles tem preguiça de fazer o manuseio do gado. Eles enterra a vacina. volto a falar tem que ter fiscalização em cada propriedade,acompanhar a vacinação como a broculose,aí sim chegaremos num lugar seguro sem aftosa.
    valdemir - 14/01/06 10:38

  • E agora José, a aftosa esta aí....
    Gostaria de saber qual foi o laboratorio que forneceu as vacinas que permitiram a contaminação do gado no MT, e PR.
    Angela Pedrollo Guerrero - 15/12/05 08:31

  • foco febre aftosa
    gostaria de saber se estes focos que estão aparecendo no MT sul o gado não tinha sido vacinado ou teve erro de armazenamento ou manipulação da vacina , qual exame esta sendo feito para verificar se o gado em quarentena recebeu a vacina.
    marcelo mazzetto - 26/10/05 16:20

  • febre aftosa
    O gado do Mato Grosso do Sul estava vacinado contra a febre aftosa, entao pq a ocorrencia da doenca no gado, se ele estava vacinado ?? sera que a vacina estava vencida ? Ou o que aconteceu... qual o problema pq mesmo vacinando o gado e vitima a febre !!! quero uma resposta
    Ana Patricia Rossa - 14/10/05 04:16

  • Erradicar é possível mesmo?
    Olá, venho a perguntar através desta mensagem se é mesmo possível erradicar a febre aftosa em nosso país, considerando a enorme fauna silvestre que nós temos, que pode ser um grande reservatório para o vírus. Qualquer coisa me respondam por e-mail Muito obrigado
    Vinícius - 07/09/05 22:21

  • Parabenizar os laboratórios competentes e orgãos publicos
    Queria parabenizar os orgãos publicos pela campanha feita para errdicaçaão da febre Aftosa e aos laboratórios que cada vez mais vem melhorando seus produtos para melhor nos servir. Junior ( Aluno de medicina veterinária da Unifenas - Alfenas)
    Antonio Roberto Rodrigues Mira Junior - 16/12/04 10:08

  • Aspectos imunológicos
    Gostaria de receber por e-mail,se for possível, informações relativas aos aspectos imunológicos da febre aftosa. Obrigado.
    Jurandy - 07/10/04 12:38

  • vacina contra febre aftosa
    O artigo é muito bom, mas eu gostaria de saber se é possível tecer maiores comentários sobre o edema causado em alguns animais. Há muita dúvida em nosso meio sobre as causas e consequências desse edema. Se ele interfere ou não na imunização dos animais, é uma delas.
    antonio fernando dos santos barros - 22/09/04 17:19

  • aftosa
    Boa noite... Achei muito bom seu comentário sobre essa nova abertura da nossa carne p/ o mercado; Só acho que você esqueceu de comentar alguma coisa sobre meu Estado (Mato Grosso do Sul) que tem o maior rebanho bovino do país e é área livre na questão da aftosa. Sinto que em no máximo dois anos nosso país será o maior exportador de carne do mundo. Abraço, Murilo
    Murilo Vargas - 23/04/01 22:16

  • :. ARTIGOS RELACIONADOS

    Artigos por assunto

    Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
    Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br