Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
Importância da Fitopatologia

07/12/2005

:. Do mesmo autor
Defesa Química das Plantas

Principais Doenças e Pragas do Feijão-de-Corda

O nematóide das galhas: o inimigo oculto da lavoura cafeeira rondoniense.

Fitopatologia é uma palavra de origem grega (Phyton = planta, Pathos = doença e Logos = estudo) e indica a ciência que estuda as doenças das plantas, abrangendo todos os seus aspectos, desde a diagnose, sintomatologia, etiologia, epidemiologia, até o seu controle.

O desenvolvimento da Fitopatologia como ciência data de período relativamente curto. Entretanto, o relato de doenças em plantas é bastante antigo e, desde que o homem passou a fixar-se e desenvolver a agricultura como forma de obter alimentos para sua sobrevivência, passou também a enfrentar problemas relacionados à perdas completas de plantações por questões de doenças e pragas. Na Bíblia são encontradas algumas das referências mais antigas com relação a doenças de plantas, como por exemplo, a ferrugem dos cereais e doenças em videiras e olivais. Estes fenômenos eram normalmente atribuídos a causas místicas e/ou castigos divinos.

A Fitopatologia desenvolveu-se ao longo dos anos, começando pelo chamado “período místico”, onde na falta de uma explicação lógica para as causas das doenças, estas eram atribuídas a causas místicas, passando pelos períodos da “predisposição”, “etiológico”, “ecológico”, chegando ao período atual que é denominado de “período fisiológico”, no qual as doenças das plantas passam a ser encaradas com base nas relações fisiológicas entre planta – patógeno, como um processo dinâmico e mutuamente influenciável.

Atualmente, o crescente e contínuo aumento na população mundial fazem crescer a preocupação com a quantidade e a qualidade dos alimentos produzidos. Uma projeção futurista faz-nos levar a imaginar que não teremos alimentos suficientes para alimentar a população terrestre nos próximos anos. Desta forma torna-se necessário buscarmos instrumentos que permitam um aumento na produção de alimentos.

Entretanto, o desenvolvimento da agricultura esta diretamente relacionadas com algumas questões básicas como a influência de solos, clima, pragas e doenças, além, é claro, do desenvolvimento de avanços tecnológicos.

Inserida neste contexto, a Fitopatologia apresenta-se como ferramenta crucial para subsidiar o desenvolvimento da produção agrícola, buscando solucionar os problemas relacionados com o aparecimento de doenças que reduzem a quantidade e a qualidade dos alimentos produzidos.

A Embrapa Rondônia vem desenvolvendo pesquisas no campo da Fitopatologia visando estabelecer um quadro da situação atual das doenças fúngicas encontradas no Estado, identificando os principais agentes fitopatogênicos presentes em culturas de grande importância econômica para o Estado, como por exemplo, na soja, bananeira e no café. Este trabalho vem permitindo a elaboração de um diagnóstico epidemiológico das principais doenças que atingem estas culturas.

Em adição, partindo-se da observação de que, dentre as diferentes espécies existentes há aquelas que, espontaneamente, são resistentes ou suscetíveis a determinados fungos, experimentos direcionados para a identificação dos aspectos bioquímicos e moleculares envolvidos no mecanismo de interação planta – patógeno, envolvendo as espécies de importância econômica para o Estado.

Os conhecimentos gerados nas diferentes linhas de pesquisa dentro da área de Fitopatologia poderão ser utilizados em programas de melhoramento genético, visando o desenvolvimento de cultivares resistentes/tolerantes à doenças, garantindo, assim, um incremento na produtividade destas culturas.

Cléberson de Freitas FernandesEnvie um email!
Pesquisador - EMBRAPA/CPAFRO

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

  • fitopatoligia
    Muito bom esse artigo, acrescentei muito meu conhecimentos.27-08-13 9:40
    geovanipiresfrancoruiz - 27/08/13 10:46

  • fitopatologia
    gostei muito por ter lido este artigo, gostaria que houvesse mais publicacoes de artigos desta natureza, pois sou estudante de Agro-pecuaria.
    Pedro Gabriel Kalima - 17/11/12 13:36

  • fitopatologia
    foi bom ler esta matéria pois eu me inteirei mais um pouquinho nos assuntos sobre os seres que nelas sobrevivem por isso achei muito legal muito obrigado pela leitura.
    Djalma Moreira Lima - 02/09/11 15:19

  • fitopatologia
    adorei seu artigo sobre fitopatologia,gostaria de receber mais informações sobre o assunt,pois sou estudante de agronomia e quero desenvolver minha linha de pesquisa nesta area.obrigada
    bruna - 26/04/10 18:24

  • fitopatologia...
    Queria parabenizar o criador desse artigo , aliás muito bem elaborado que tem me ajudado muito nos meus estudos, obrigado....
    weverson de jesus lima - 23/03/10 10:57

  • comentário
    olha! tiro o artigo pa alguem, mas plo que li ta bem claro. deficil é atribuir uma nota como forma de comentário pois nao tenho tante informação acerca do assunto........
    hamide - 05/08/09 13:17

  • fitopatologia
    otimo artigo parabens foi muito ben resumido
    eduardo - 23/05/09 16:15

  • Muito interessante
    Adorei o artigo, é o que sempre sonhei pra seguir carreira, mas não tenho por onde começar, pois falta profissinal para me orientar...então só posso admirar quem trabalha nessa área e desejar boa sorte.
    Tatiana Santos - 09/05/09 22:43

  • Importancia da Fitopatologia
    Importante e diferencial o papel da Embrapa para o desenvolvimento e crescimento da agricultura e pecuaria deste pais. Atua com destaque aqui e lá fora. Parabéns Colaboradores da Embrapa. Abçs, Edvan Oliveira
    Edvan Oliveira - 09/05/09 17:45

  • srdybdfndfghr
    foi muito bom parabenscomum (Phaseolus vulgaris L.) é cultivado em todo o Brasil, constituindo-se no alimento protéico básico na dieta diária da população brasileira, adquirindo, por conseguinte, a mais alta expressão econômica e social. Em 2001, o feijoeiro comum foi cultivado em aproximadamente3.500.000 ha, apresentando uma produção aproximada de 3.000.000 de toneladas e uma produtividade média de 868
    dfhcvxhgf - 06/04/09 20:08

  • fitopatologia
    gostei muito deste artigo, espero que você possa escrever mais sobre este assunto.
    MARCOS VINICIUS REBOUCAS DOS SANTOS - 04/04/09 13:49

  • :. ARTIGOS RELACIONADOS

    Artigos por assunto

    Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
    Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br