Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
O agronegócio no Amapá

02/08/2001

:. Do mesmo autor
Agricultura itinerante na amazônia

Pesquisa agropecuária no Amapá

Tecnologias para o agronegócio do Amapá

Sistemas produtivos do Amapá

Pesquisa Agropecuária em Rondônia

A Embrapa Rondônia e o Desenvolvimento Sustentável

Nos últimos 15 anos o Amapá passou por um grande processo de urbanização, devido ao êxodo de cerca de 35% da população rural para as cidades e da migração oriunda de outros estados, sendo que atualmente cerca de 90% da população do estado residem nas cidades. A população atual é estimada em 480.000 habitantes, onde aproximadamente 75% está concentrada nas áreas urbanas de Macapá e Santana, cidades vizinhas que distanciam-se entre si apenas 20 km. Como causas desta acelerada urbanização da população são citadas a instalação da Zona de Livre Comércio de Macapá e Santana e a falta de uma política agrícola capaz de desenvolver o meio rural. Neste mesmo período observou-se uma redução de 30% no número de estabelecimentos agrícolas e em 42% na área total cultivada no estado, diminuindo a produção dos principais produtos agrícolas entre 40 a 60% da produção obtida no início da década de oitenta. Atualmente, mais de 90% dos produtos de origem agrícola e pecuária consumidos no Estado são provenientes dos demais Estados.

O abastecimento interno com alimentos e matérias primas agropecuárias e florestais com produtos que tenham vantagens competitivas para sua produção no Estado com tecnologias ambientalmente apropriadas é um grande desafio para as políticas para o setor e para a ciência e tecnologia. Se de um lado existe um mercado consumidor interno capaz de absorver uma significativa produção agropecuária e florestal, do outro lado tem-se uma agricultura de subsistência, caracterizada pela adoção de sistemas de produção com baixos padrões tecnológicos e, consequentemente com níveis de produtividade aquém das demandas da população estadual.

Grande esforço das instituições de pesquisa e desenvolvimento rural devem ser carreados para reverter a atual situação da agricultura familiar de subsistência do Amapá, buscando conhecimentos e tecnologias para produção de alimentos e matérias primas a custos competitivos com os mercados globalizados, utilizando técnicas de cultivo apropriadas aos ecossistemas amazônicos e capazes de gerar e distribuir riquezas, reduzindo a pobreza e a exclusão social.

Aliado a estas mudanças na organização da pesquisa executada pela Embrapa na Amazônia, estão ocorrendo grandes mudanças nos cenários regional, nacional e internacional. A globalização da economia, com a conseqüente abertura internacional dos mercados agrícolas, está induzindo a agricultura a níveis de eficiência, de competitividade e de utilização sustentada dos recursos ambientais nunca antes experimentados. A Embrapa Amapá, sensível a estas mudanças, está permanentemente atenta à redefinição de esforços para a geração de suporte tecnológico, buscando sustentabilidade à produção agropecuária e florestal, utilização sustentável da biodiversidade e melhoria do sistemas tradicionais de extrativismo vegetal.

Os recursos naturais existentes nos ecossistemas do Amapá apresentam uma grande potencialidade para a exploração sustentada e geração de novos produtos, como frutas nativas, fitoterápicos, pigmentos, cosméticos, repelentes e inseticidas naturais. No entanto, uma grande dificuldade é o estabelecimento de mercados para estes produtos em uma economia globalizada. Entre estes recursos, as fruteiras nativas destacam-se pela grande potencialidade de conquistar mercados, como vem ocorrendo com a polpa de açaí e cupuaçu. Estas fruteiras já possuem um mercado em expansão na região centro-sul do país, tendo grandes potencialidades para o mercado internacional de polpa de frutas tropicais. O governo do Estado tem buscado efetivar uma política de apoio ao desenvolvimento deste segmento no agronegócio amapaense, através do Programa de Desenvolvimento Sustentado do Amapá (PDSA), no entanto há um grande déficit tecnológico desde as etapas de produção (cultivares melhoradas e sistema de produção ambientalmente adequados) até a fase de beneficiamento, armazenamento e comercialização deste produtos. A disponibilição de tecnologias capazes de atender estas demandas poderão contribuir para a implantação de agroindústrias de polpa de frutas na região, gerando riquezas e melhorando a qualidade de vida das populações locais. Outro ponto a ser destacado é que o plantio e manejo de fruteiras nativas é ecologicamente apropriados às condições ambientais da região Amazônica.

A Embrapa Amapá tem por missão viabilizar soluções tecnológicas para o desenvolvimento sustentável do agronegócio do Amapá e região do estuário amazônico por meio da geração, adaptação e transferência de conhecimentos e tecnologias, em benefício da sociedade. Nos últimos 20 anos foram adaptadas e/ou geradas tecnologias, visando suprir os fatores limitantes às atividades agropecuária e florestal e fornecer subsídios para a otimização dos recursos naturais do estado.

Newton de Lucena CostaEnvie um email!
Pesquisador - EMBRAPA/CPAFRO

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

  • parcerias
    boa tarde,excelente artigo, em julho estarei nesse estado, qro poder contar com embrapa, pretendo desenvolver alguns produtos natural,da regiao attt edmilson 11-984763771(whatsapp)
    edmilson - 24/03/15 12:14

  • Agricultura
    É muito triste ver o senário da agricultura na região.Moro em Porto Velho-RO e desisti de fazer algo por aqui e estou seguindo p/ o Amapá.Sou eng agro e abracei este desafio.Espero ser bem recebido.Obrigado
    Flávio José Ribeiro - 04/03/04 12:34

  • :. ARTIGOS RELACIONADOS

    Artigos por assunto

    Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
    Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br