Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
Otimizando a atividade leiteira através da Homeopatia Populacional

04/01/2010

Mesmo sendo detentor do maior rebanho leiteiro comercial do mundo, com aproximadamente 20.100.000 cabeças, o Brasil ainda produz muito menos do que a média mundial, ocupando atualmente a quarta posição no ranking, com destaque para as regiões Sul e Sudeste do país.

Este cenário existe porque, apesar das tecnologias para aumentar a produtividade e a qualidade do leite estarem disponíveis, muitos produtores ainda não conseguiram enxergar o real potencial da atividade e continuam tratando a pecuária de leite como mera cultura de subsistência, o que aumenta a migração destes produtores para outras frentes do agronegócio e enfraquece a classe, estagnando o mercado, ainda que tenha ocorrido um aumento de 5,5% de aumento na produção, de acordo com levantamento recente realizado pelo IBGE.

Outro aspecto muito importante é o fato de que a maior parte destes produtores é formada por pequenos, aqueles que fazem parte da chamada “agricultura familiar” e não têm acesso a todas as tecnologias disponíveis no mercado.

Porém, em se tratando de bovinocultura de leite, principalmente quanto ao estado sanitário do rebanho, existem ferramentas e práticas de manejo eficientes e baratas que podem ajudar muito a melhorar a produção e a qualidade do leite.

Uma ferramenta tecnológica que tem contribuído muito, não só para melhorar a produção e a qualidade, mas também para evitar a migração dos produtores para outras áreas, é a utilização de homeopatia no tratamento de rebanhos.

A Homeopatia é uma terapêutica que consiste na prescrição de medicamentos de acordo com a lei dos semelhantes, ou seja, baseia-se no fato de que substâncias que são capazes de desencadear, em indivíduos sadios determinados sintomas, podem também curá-los. Podemos tomar como exemplo, o caso da abelha. Em um indivíduo são, uma picada de abelha causará edema, inchaço, dor, temperatura local elevada. Deste modo, aplicando-se a lei dos semelhantes, poderíamos usar as substâncias extraídas de uma abelha, para tratar uma vaca com mastite clínica, apresentando estes mesmos sintomas.

Através da prática da Homeopatia Populacional a bovinocultura de leite tem sido amplamente beneficiada. A técnica, que na verdade é uma variação da homeopatia já conhecida e que possibilita o tratamento do rebanho como se fosse um único indivíduo, foi desenvolvida pelo Médico Veterinário Prof. Dr. Cláudio Martins Real, que em meados da década de 1980 começou a aplicá-la, após 50 anos de pesquisas.

Os produtos são veiculados na alimentação dos animais e não trazem risco algum, mesmo para vacas em lactação. Podem também ser usados para cura e prevenção, de acordo com a realidade e o objetivo de cada propriedade.

O tratamento homeopático dos animais de produção não só já existe como tem exercido papel importante no controle de doenças até então curáveis apenas com o tratamento alopático. Muitos problemas que atrapalham a produção e trazem enormes prejuízos, tais como as mastites, papilomas, baixa eficiência reprodutiva, parasitismo e outros hoje são facilmente solucionados através desta terapêutica.

No caso das mastites, o Homeobovis Mastite têm trazido muita tranquilidade ao produtor de leite. O que antes significaria perda de produção, prejuízo com descarte, entre outras complicações, hoje é facilmente solucionado com o tratamento homeopático. Utilizar o Homeobovis Mastite é uma forma fácil e barata de prevenir e curar as mastites clínicas e subclínicas que acometem os animais, além de aumentar a produção, reduzir a Contagem de Células Somáticas e melhorar a qualidade do leite. Seu uso não implica no tão temido descarte, podendo ser administrado durante todo o período de lactação.

Outra grande vantagem é poder tratar os animais diretamente no cocho, sem o estresse do manejo de mangueiro, contribuindo para o não comprometimento do bem estar animal.

Além disso, o manejo preventivo proporcionado pela utilização da homeopatia, evita doenças recorrentes e, consequentemente, diminui os prejuízos relacionados à presença destas no rebanho, tais como custos com medicamentos, mão de obra, etc.

Esta possibilidade de atuar profilaticamente através do aumento da resistência orgânica dos animais é que tem levado muitos produtores a escolherem a Homeopatia Populacional na hora de tratar os seus animais. São vários os produtos que podem auxiliar o produtor de leite a aumentar a sua produção e conseguir ter uma boa margem de lucro.

Portanto, quando o assunto é sanidade e produtividade, estamos falando de Homeopatia Populacional.

Anna Thais GomesEnvie um email!
zootecnista - Real H

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

:. ARTIGOS RELACIONADOS

Artigos por assunto

Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br