Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
Pequenas barragens de terra na bacia do rio Preto

01/02/2007

A disponibilidade hídrica de uma bacia hidrográfica está diretamente associada à pluviometria da região. Durante os períodos de seca ocorre redução na vazão dos rios, o que pode favorecer, caso não haja um planejamento adequado, o surgimento de conflitos pelo uso da água. Mesmo o Brasil, que possui cerca de 12% das águas superficiais do planeta, está convivendo, embora de forma localizada, com problemas de escassez hídrica ocasionada pela redução da disponibilidade dos recursos hídricos, bem como por questões relacionadas a sua qualidade. Essa escassez afeta, em primeiro lugar, as comunidades mais carentes, contribuindo para o crescimento da pobreza e da fome.

A retenção e o armazenamento da água constituem na única maneira de garantir um fornecimento seguro e continuado de água de forma a atender às diversas demandas hídricas ao longo do tempo. Dentre as formas de armazenamento existentes, a barragem é uma das mais utilizadas. Uma barragem, também denominada de represa ou reservatório de água, é uma barreira, construída transversalmente à direção do escoamento de um curso de água, com a finalidade de acumular ou elevar seu nível.

Quanto maior o volume de água que se deseja acumular, maior a barragem e mais complexa é a sua construção. Muito pouco se conhece a respeito do impacto provocado pelos pequenos reservatórios de água na hidrologia da bacia. Esses reservatórios, com área variando entre 1 e 40 hectares, são de construção simples, sendo muitas vezes construídos pelo próprio fazendeiro ou grupo de pequenos proprietários de terra e, geralmente, servem para vários usos.

Diversos aspectos negativos são atribuídos aos reservatórios, sendo o surgimento de doenças devidas ao armazenada da água nesses reservatórios e suas implicações para a saúde das pessoas, um dos mais sérios. Por outro lado, em algumas comunidades agrícolas que dependem, por exemplo, da irrigação, esses reservatórios são fundamentais para a melhoria do bem-estar socioeconômico das famílias; já em outras comunidades, que dependem da água desses reservatórios para o consumo, eles são essenciais à sobrevivência das pessoas.

A implantação de um único reservatório, independente da sua finalidade de uso, modifica a hidrologia da bacia. O impacto provocado devido à ação de um único pequeno reservatório pode ser que não seja significativo, mas se eles forem analisados em grupo pode-se verificar que eles armazenam uma quantidade de água significativa e que alteram a vazão de jusante.

Nos últimos anos, centenas desses pequenos reservatórios foram construídas na Bacia do Rio São Francisco. Analisando-se uma imagem de satélite, referente ao ano de 2001, constatou-se que só na bacia do Rio Preto, que abrange parte dos Estados de Goiás, Minas Gerais e do Distrito Federal, representando cerca de 1,6% da bacia do rio São Francisco, existem mais de 200 reservatórios já construídos. Esses reservatórios, tanto os públicos quanto os privados, foram construídos de forma independente e em épocas diferentes, com nenhuma ou muita pouca integração entre as agências responsáveis pela sua construção. Além disto, a maioria deles foi construída avaliando-se apenas aspectos locais, sem levar em consideração que um reservatório está hidrologicamente interligado com o outro por meio do curso de água que foi represado. Para piorar ainda mais a situação, atualmente, vários desses pequenos reservatórios estão operando em condições inadequadas e/ou estão prestes a romper.

Páginas: anterior 1 2 próxima Topo da página


Lineu de Neiva RodriguesEnvie um email!
pesquisador - EMBRAPA/CPAC

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

  • Comentário
    Muito boa essa publicação, pois as vezes construímos algo pensando apenas nos benefícios que irá nos trazer e esquecemos dos malefícios em geral que pode acabar gerando....
    Patricia sousa brito - 04/08/10 17:27

  • :. ARTIGOS RELACIONADOS

    Artigos por assunto

    Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
    Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br