Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
Transferência de tecnologia: decifra-me ou te devoro

04/01/2010

:. Do mesmo autor
Inovação: as cartas estão na mesa

Quem entra na planície de Gize, da de cara com um dos monumentos mais enigmáticos do antigo Egito, a Esfinge de Gizé. Segundo a lenda, a Esfinge desafiava a todos os viajantes dizendo: decifra-me ou te devoro! Assim, ela ameaçava aos que dela se aproximavam informando que somente aqueles capazes de decifrar seus mistérios sobreviveriam.

A imagem e a mensagem da Esfinge muito se adequam a situação que vivemos hoje no Brasil no que diz respeito a transferência de tecnologia e inovação. Alguns países, não por coincidência os mais desenvolvidos, já conseguiram construir a “ponte” que leva o conhecimento científico ao desenvolvimento econômico e social. No Brasil, estamos na fase de construção dessa estrada.

Recentemente, tive a oportunidade de fazer um treinamento de seis meses na Universidade do Porto (Portugal) na área de transferência de tecnologia e gestão da inovação.

Até chegar a Universidade portuguesa, observei pela internet algumas instituições européias que atuavam em transferência de tecnologia e gestão da inovação. Os países escolhidos foram a França, a Itália, a Espanha e Portugal devido ao forte apelo cultural com o Brasil e por serem países aonde as pequenas empresas são fortes e atuantes, especialmente as do setor em que atuo, o agropecuário. E também, por acreditar que os procedimentos de transferência de tecnologia e gestão de inovação adotados por esses países seriam mais fáceis de serem adequados à realidade brasileira.

Na França encontrei os Centros Regionais de Inovação e Transferência de Tecnologia - CRITTs. Esses Centros atuam no tema agroalimentar e praticamente não fazem pesquisa como as Universidades e Centros Científicos. Esses institutos concentram seus esforços na transferência de tecnologia. Eles se articulam nacionalmente com Universidades, centros de pesquisas e centros técnicos e com especialistas, mas atuam somente nas regiões onde estão sediados. Assim, eles são como “rubs” que concentram toda a articulação de conhecimento nacional na busca de soluções para problemas regionais. Esse tipo de estrutura, existe também na Sicília (Itália), porém, diferentemente dos da França, o CRITT italiano estende suas atividades de transferência de tecnologia e apoio tecnológico até a Tunísia.

A Espanha possui uma dinâmica intensa em transferência de tecnologia e gestão de inovação. São várias as instituições voltadas para esta atividade. Uma que me chamou a atenção foi a rede dos escritórios de transferência de tecnologia dos resultados de pesquisa gerados nas universidades espanholas – RedOTRI.

A RedOTRI foi criada em 1997 para promover a imagem das universidades espanholas como um dos principais instâncias de desenvolvimento socioeconômico e modernização empresarial. É uma rede que agrega os escritórios de transferência das universidades às OTRIS. As OTRIS são como os Núcleos de Transferência de Tecnologias - NITs das universidades brasileiras, e a RedOTRI a confederação deles.

Um dos grandes méritos desse organização e a busca da profissionalização do pessoal lotado nas OTRIs e a organização em rede para a resolução de problemas e incentivo a inovação nas indústrias espanholas.

Páginas: anterior 1 2 próxima Topo da página


Marcos Luiz Leal MaiaEnvie um email!
Pesquisador - EMBRAPA/CTAA

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

:. ARTIGOS RELACIONADOS

Artigos por assunto

Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br