Agronline
Página inicial dos artigos
Início
 
Agricultura
 
Agroinformática
 
Desenv. Rural
Economia Rural
 
Pecuária
 
Uso do fogo na agricultura do Acre

01/06/2009

Há um debate no Brasil e no Acre sobre a viabilidade da eliminação completa dos desmatamentos e queimadas na Amazônia para a produção agropecuária, particularmente para a pecuária extensiva e para a produção de alimentos por populações tradicionais e produtores familiares em assentamentos florestais e agroextrativistas.

A agricultura de derruba e queima faz parte das práticas das populações indígenas da Amazônia há milhares de anos. Segundo Salm (2004), as características fisionômicas de grande parte das florestas de transição da Amazônia são interpretadas como resultado da ação antropogênica de sociedades pré-colombianas (Ballée & Campbell, 1990). De fato, as áreas de florestas com palmeiras que cobrem cerca de 20 milhões de hectares na Amazônia parecem ser resultado de ação humana intensiva de uso dos ecossistemas nativos ao longo de milhares de anos (May et al., 1985). No Acre, a grande presença de florestas com palmeiras (Acre, 2006) e a existência de centenas de geoglifos (Schaan et al., 2008) confirmam a intensa presença e ação humana na formação das atuais tipologias florestais.

Atualmente, o estado do Acre conta com uma população de mais de 12 mil índios de diversas etnias, sendo que algumas tribos permanecem isoladas. Possui também cerca de 1.980 comunidades extrativistas, com uma população de 80 mil pessoas. Estas populações, ao longo do tempo, têm sido verdadeiras guardiãs das florestas e da soberania nacional. A fim de assegurar a sua sobrevivência, fazem uso dos recursos florestais e praticam a agricultura de derruba e queima para a produção de alimentos de origem vegetal, e, mais recentemente, para a criação de pequenos, médios e grandes animais. É importante destacar que tanto nas reservas extrativistas quanto nas terras indígenas, grande parte das áreas desmatadas é posteriormente deixada em pousio, na forma de capoeira, como uma estratégia de regeneração da vegetação nativa que permite o acúmulo de carbono e outros nutrientes na biomassa. Isso possibilita que essas áreas voltem a ser utilizadas para atividades agrícolas após alguns anos.

Páginas: anterior 1 2 3 próxima Topo da página


Lúcia Helena WadtEnvie um email!
Pesquisadora - EMBRAPA/CPAFAC
Judson Ferreira ValentimEnvie um email!
pesquisador - EMBRAPA/CPAFAC
João Batista Martiniano PereiraEnvie um email!
Pesquisador - EMBRAPA/CPAFAC
Claudenor Pinho de SáEnvie um email!
Pesquisador - EMBRAPA/CPAFAC

  Enviar este artigo por e-mail  Imprimir este artigo  Como citar esse artigo 
:. COMENTÁRIOS
    Clique aqui!  E deixe seu comentário sobre o artigo!

  • Comentario
    Muito bom teu trabalho e concordo com voce, principalmente na conclusão, por que promover mudanças em costumes culturais requer muito tempo e quase sempre o objetivo não é alcançado, mas, com relação à mudança no que diz respeito a produção de alimentos e manejo com o solo, o melhor é investir na população de jovens e infantil.
    Gessias Jardim dos santos - 24/06/10 22:05

  • :. ARTIGOS RELACIONADOS

    Artigos por assunto

    Administração Agribusiness Agricultura de Precisão Agricultura Familiar Agricultura Urbana Agroecologia e orgânicos Agroindústria Agronegócio Agropecuária Familiar Agropesquisa Alimentação Apicultura Avicultura Boi verde e Pecuária orgânica Bovinocultura Caprinocultura Ciência florestal Climatologia Comércio internacional Comunicação Contaminação de águas Cooperativismo Crédito agrícola Crédito Rural Crise Energética Desenvolvimento Rural Desenvolvimento Sustentável Ecologia Educação Exportação Extensão Fauna Silvestre Fertilidade do Solo Fertilidade e conservação do solo Fitopatologia Fitotecnia Forrageiras Fruticultura Genética Horticultura Internet na agricultura Irrigação e Drenagem Marketing Meio ambiente Nutrição animal Ovinocultura Paisagismo Pecuária Leiteira Piscicultura Plantas Daninhas Plantas Medicinais Plantio direto Pragas e doenças Rastreabilidade Animal Sanidade animal Segurança Alimentar Seguro agrícola Sementes Suinocultura Tecnologia Transgênicos Zoonoses
    Copyright © 2000 - 2017 Agronline.com.br